10 cenas de Natal em filmes que não são sobre o Natal

Reunir a família, colocar uva passa no arroz, se arrumar para ficar sentado na sala, “e os namoradinhos?”, amigo secreto, trocar presentes, papai noel, pisca pisca… Alguém tem dúvidas de que o Natal é o melhor feriado do ano?

Filmes sobre esta época não faltam! Seja em animação, romance e até  mesmo terror, o dia 25 de dezembro já foi explorado de todas as maneiras possíveis e a lista de produções é infinita. Entretanto, o Natal é um momento tão marcante e único que aparece mesmo em histórias que não tem nada a ver com o assunto. Pensando nisso, o Cinéfilos reuniu para você as 10 melhores cenas de Natal em filmes que não são sobre o Natal. Confira!

 

Natal Mágico

Uma das sagas mais épicas de toda a história do cinema teria que estar nesta lista. Os filmes de Harry Potter sempre fizeram jus à esta época do ano e, sinceramente, o que seria melhor do que passar o Natal em Hogwarts? Ficar na escola durante o feriado era a escolha do Harry (muito melhor do que rever seus tios, seu primo e ter que dormir embaixo da escada, diga-se de passagem).  Em A Pedra Filosofal (Harry Potter and the Sorcerer’s Stone, 2001), o primeiro filme da série, Harry e Rony passam o dia 25 juntos, em um dos castelos mais mágicos, seguros hehehe e encantadores do mundo bruxo. É nesta cena que o Potter ganha a Capa da Invisibilidade, uma das relíquias da morte que irá acompanhá-lo durante toda sua vida.

 

Natal Passando Vergonha

 

 

Meninas que nasceram para passar vergonha na frente do crush se identificam com a Bridget Jones. O diário de Bridget Jones (Bridget Jones’s Diary, 2001), filme adaptado do livro de Helen Fielding, conta os dramas e a vida de uma “solteirona” de 32 anos que busca incansavelmente pelo amor de sua vida. Ela é bem humorada, divertida e especialista em pagar mico. A cena de Natal em que conhece o possível “senhor perfeito” é engraçada, embaraçosa e inclui um suéter vergonhoso. Do jeito que a gente gosta.

 

Natal de Despedida

Assim como o Natal, viajar no tempo é uma temática muito explorada no cinema. Mas o poder que todas as pessoas gostariam de ter pode trazer mais tristeza do que felicidade. Te Amarei Para Sempre (The Time Traveler’s Wife, 2009) conta a história do casal Henry e Claire, na qual ele viaja no tempo. E por mais que isso traga benefícios, a maioria das vezes os dois só gostariam de ter uma vida normal. É um filme para chorar até desidratar. A cena de natal é uma das mais tristes da história. Afinal, o que seria pior: estar em uma festa e, de repente, ter que dizer adeus, ou saber quando será a despedida e não poder fazer nada sobre?

 

Natal com os amigos

 

Charlie é um garoto solitário que tem dificuldade de se comunicar com as pessoas de sua escola, até o dia em que conhece Patrick e Sam, dois irmãos que começam a andar com ele e fazem com que sua vida mude completamente. Adaptado do livro de Stephen Chbosky, As vantagens de ser Invisível (The Perks of Being a Wallflower, 2012), – também conhecido como “o filme em que o Percy Jackson beijou a Hermione” –  possui uma cena linda de Natal: um grupos de amigos se reúne, trocam presentes, comemoram o fim das provas e passam o final do ano da melhor forma possível: rodeados de pessoas que os amam.

 

Natal com lágrimas

Lado a Lado (Stepmom, 1998) é um daqueles filmes feitos para se chorar do começo ao fim e, por isso, a cena de Natal não poderia ser diferente. Um casal de irmãos não aceita a nova namorada do pai e uma notícia dada pela mãe abala toda a família. É uma história sobre dramas familiares, amor, aceitação e despedidas. E a troca de presentes que acontece no dia 25 é uma das mais tristes da história.

 

Natal Sonhador

Um dos filmes mais aclamados (e um dos maiores sucessos de Tim Burton), Edward Mãos de Tesoura (Edward Scissorhands, 1990) conta a história de um jovem que mora sozinho no topo de uma montanha, e que possui enormes lâminas no lugar das mãos. Porém, tão grande quanto às lâminas, é o seu coração – ele pode não ser capaz de comer de garfo e faca, mas é perfeitamente capaz de se apaixonar. O longa possui uma cena de Natal encantadora: mistura romance, neve, música e magia. Mas como o Tim Burton gosta mesmo é de fazer a gente sofrer: o final não é tão feliz.

 

Natal com Brigas

Quem aqui não gosta de um bom barraco e uma boa briga em comédia romântica? E tem alguma melhor do que assistir confusão com uma trilha sonora natalina? Em Apenas Amigos (Just Friends, 2005), Chris é apaixonado por sua melhor amiga de infância desde sempre, mas ela prefere ser “apenas amiga”, por isso ele vai embora. Anos se passam e Chris agora está rico (gostoso)  e namorando uma estrela pop, mas volta à sua cidade natal para tentar conquistar o que ele considera ser o amor de sua vida. A cena de Natal deste filme é, no mínimo, desastrosa e exagerada, mas a música de fundo é bem bonita!

 

Natal em família

Frances está no famoso “fundo do poço”, sem amigos, sem trabalho, praticamente sem ter onde morar, perdida. O fim do ano chega e ela vai passar o feriado na casa de seus pais. A cena de Natal de Frances Ha (2012) é a mais tradicional possível: dezenas de parentes reunidos, lareira, músicas, café da manhã em família, presentes… Nos lembra que, mesmo quando não há esperança, ainda podemos voltar correndo para casa

 

Natal Nostálgico

Não vamos mentir: o que a gente ama mesmo é de comédia romântica! E quando elas possuem uma cena natalina nostálgica e com um quê de tristeza, ficam melhores ainda. Mensagem Para Você (You’ve Got Mail, 1998) é sobre um casal que se odeia na vida na real, mas que na internet vive um romance anônimo, intenso e maravilhoso. Este Natal não possui brigas, amigos nem presentes. Mas possui solidão, saudade e lembranças que dão vontade de chorar.

 

Natal Malvado, mas Inesquecível

A cena de Natal mais épica (e provavelmente mais assistida e reproduzida) não poderia ficar de fora desta lista! Meninas Malvadas (Mean Girls, 2004) é um filme que marcou uma geração e possui um dos momentos natalinos mais engraçados que existem. A performance de Jingle Bell Rock feita pelas “Plásticas” no show de talentos é uma tradição e com certeza merecia o troféu de ouro. Só mesmo o espírito de fim de ano para fazer toda a escola cantar junto com Regina George, ou seria a Regina George que cantou junto com a escola?

 

Você gostou dessa lista? Tem mais alguma cena de Natal que você ama? Conta pra gente!

 

por Mariangela Castro
mariangela.ctr@gmail.com

Comentários