Deadpool 2 chega às telas sagazmente renovado

Quando falamos do universo dos super-heróis, a figura que certamente virá à cabeça de muitos é a imagem do clássico mocinho de forças sobre-humanas e anseios genuínos de sacrificar a si mesmo em prol da humanidade. Mais uma vez, a franquia Deadpool (2016-) chega às telas para desconstruir com brilhantismo o consagrado ideário do herói perfeito e, de certo modo, ser seu oposto.

Deadpool 2

Deadpool 2 permanece atrativo e demarca terreno nas continuações que deram certo [Reprodução/IMDb]

De cara lavada, o que mais chama a atenção na nova produção da Fox, Deadpool 2 (2018), é sem sombra de dúvida o frescor  que o também recém-chegado diretor, David Leitch, conseguiu empregar no longa. No universo cinematográfico, talvez mais ainda no que tange as aventuras ficcionais, há sempre o receio de as continuações não atenderem às expectativas do público. Felizmente não é o caso: a segunda parte da saga do agora conhecido ‘anti-herói’ é muito bem elaborada, divertida e totalmente revigorada.

Em relação ao primeiro filme, dirigido por Tim Miller, a continuação da história de Wade, o Deadpool (Ryan Reynolds), possui algumas mudanças significativas. A fase em que ele está se habituando às suas novas características já passou e agora o personagem busca conviver com suas habilidades especiais e levar a própria vida aceitando sua nova configuração. A dimensão ‘anti-heroica’ do protagonista é muito mais expandida, assim como sua interação com novos personagens que também enriquecem o roteiro.

Deadpool 2

Deadpool e sua nova equipe em uma das cenas mais eletrizantes do longa [Reprodução/IMDb]

Dessa vez, a obra fala muito sobre família, coisa que Wade está tentando construir e que, aos moldes Deadpool, acaba conseguindo. Na eterna saga épica de todo alguém contra seus inimigos, o homem de máscara vermelha reúne uma equipe mais que divertida e que, no fim das contas, deixa as cenas de ação ainda mais leves e hilariantes. Todo o filme é pensado para ver o espectador seduzido pelas graças do ‘anti-herói’. A trilha sonora é construída de modo a ser, por si só, mais um dos tantos elementos cômicos e as referências externas de outros personagens e padrões do profundo mundo da sétima arte (com direito a uma reunião com os personagens de X-Men) também estão presentes. Além e talvez acima disso, todo o roteiro é elaborado sobre sacadas inteligentes que prendem o espectador do começo ao fim – e, somente a critério de curiosidade, vale lembrar que o verdadeiro ‘fim’ só aparece nas cenas após os créditos finais do filme.

Tão altas são as expectativas que a previsão – segundo o portal Deadline – é que o filme arrecade 350 milhões de dólares nos primeiros dias em cartaz, um dos maiores retornos da Fox em 2018 até o momento.

Deadpool 2 estreia no Brasil quinta-feira, 17 de maio. Confira o trailer abaixo!

por Matheus Oliveira
oliveiramatheus123@gmail.com

Comentários