Estrelas do Quadribol: Muito além de Vitor Krum

por Dado Nogueira
dadopnogueira@gmail.com

Mais difícil do que se tornar apanhador de Grifinória no primeiro ano, é encontrar um fã de Harry Potter que não tenha desenvolvido um gosto muito forte pelo quadribol.

Desde a primeira vitória de Harry em Hogwarts, quando engoliu o pomo de ouro, à entrada triunfal de Vitor Krum na Copa Mundial de Quadribol de 1994, a emoção que as cenas de quadribol nos filmes provocam é grande.

Quadribol2

Por conta da limitação de tempo dos longas, a história do quadribol e o panorama mundial do esporte não são abordados nos filmes. Porém, no quarto filme, Harry Potter e o Cálice de Fogo (Harry Potter and the Goblet of Fire, 2009), quando é mostrada a rivalidade entre os times da Irlanda e Bulgária na final da 422ª edição da Copa Mundial de Quadribol, a idolatria de Fred, Jorge e Ron pelos jogadores sugere todo um cenário envolvendo o esporte no mundo bruxo.

Por isso, para os apaixonados por Harry Potter – e quadribol- pesquisamos um pouco mais sobre o mundo do quadribol, e listamos as principais personalidades históricas do esporte mais querido pelos bruxos.

Augusto Oriveau

Francês, é ídolo do quadribol de seu país. No século XVII, quando equipes de fora da Europa passaram a participar da Copa Mundial e também sediar as edições, Oriveau se consagrou o primeiro grande astro do quadribol no mundo bruxo na Copa Mundial do Egito, vencida pela sua equipa, a França.

Augusto Oriveau é descendente de um dos fundadores de Beauxbatons, onde estudou e aprendeu a jogar quadribol, sendo desde muito novo parte fundamental da equipe da escola. Atualmente há em Beauxbatons uma estátua de gelo em homenagem ao grande jogador.

Vitor Krum

Nascido na Bulgária em 1977, Krum estudou magia no Instituto Durmstrang. Por conta de sua espantosa habilidade, aos 18 anos, enquanto ainda estudava, foi escolhido para fazer parte da seleção búlgara de quadribol e disputou a Copa Mundial de 1994, que aparece em Harry Potter e o Cálice de Fogo.

Quadribol1

Na final entre Irlanda e Bulgária, Krum fez juz à fama que lhe era atribuída por muitos, de melhor jogador do mundo, ao apanhar o pomo de ouro, conquistando 150 pontos para seu time. Porém, isso não foi suficiente para a vitória, e a Irlanda venceu a Bulgária por 170 a 160.

No torneio de 2014, Vitor Krum anunciou seu retorno aos campos, reacendendo seu sonho de vencer uma Copa Mundial antes de morrer. A final foi disputada por Bulgária e Brasil, com uma vitória do primeiro por 170 a 60 pontos. Krum capturou o pomo e, assim, realizou seu grande sonho.

Olívio Wood

Aluno de Hogwarts de 1987 a 1994, Wood era goleiro e capitão da equipe de quadribol da Grifinória durante o período em que estudou na escola.

Quadribol4

Além de ter ajudado Harry em seu início no quadribol, Wood se destaca dos demais jogadores de Hogwarts por ter ido para o Puddlemere United, time britânico, após de se formar. O Puddlemere é o time para o qual Dumbledore torcia.

Daí Llewellyn

Nascido no País de Gales, “Daí, o perigoso” é mundialmente conhecido no quadribol. Jogava no time Catapultas de Caerphilly e seu apelido se deve às manobras malucas e arriscadas que o jogador fazia nas partidas. Morreu enquanto passava férias na Grécia, devorado por uma Quimera. Tamanha era sua fama, que foi decretado um dia nacional de luto entre os galeses.

Atualmente há, na Liga Britânica de Quadribol, a Medalha Comemorativa de Daí, oferecida ao jogador que tiver se exposto aos maiores riscos, realizados manobras arriscadas e eletrizantes no decorrer do campeonato.

Kevin e Charles Broadmoor

A fama dos irmãos Broadmoor, batedores dos Falcões de Falmouth, se dá pela grande violência que empregavam no seu estilo de jogo. Eles são responsáveis pela fama dos Falcões de time violento, sendo o lema do clube: “Vamos vencer, mas se não pudermos, arrebentaremos o adversário!”. Jogaram no time de 1958 a 1969.

Ao todo, os irmãos Broadmoor sofreram 14 punições por violência excessiva, sendo afastados temporariamente dos campos pelo Departamento de Jogos e Esportes Mágicos.

Ginevra Weasley Potter

Gina Weasley nasceu em 1981 e frequentou a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts de 1992 a 1999. Durante seu tempo em Hogwarts, Gina atuou como artilheira e apanhadora no time da Grifinória.

Quadribol3

Quando adulta, Gina entrou para o time profissional Harpias de Holyhead, o único time profissional de quadribol formado exclusivamente por bruxas e grande rival do Puddlemere United. Mais tarde, Gina se aposentou do quadribol para ficar junto de sua família, e tornou-se Correspondente Sênior de quadribol para o Profeta Diário.

Darrem O’Hare

O irlandês O’Hare foi goleiro dos Kenmare Kestrels, time também da Irlanda, de 1947 a 1960 e foi capitão da equipe nacional da Irlanda três vezes.

Atribui-se a Darrem O’Hare a criação da formação Ataque Cabeça-de-Falcão, que passou a ser muito usada no quadribol. Consiste na organização dos artilheiros em um V e o voo em direção às balizas, forçando os adversários a se afastarem para os lados, abrindo a defesa.

Roderick Plumpton

Nascido em 1889, Plumpton fez história pelos Tornados de Tutshill, ganhando a Taça da Liga britânica cinco vezes seguidas como apanhador e capitão da equipe. Além disso, defendeu a equipe da Inglaterra vinte e duas vezes, também como apanhador.

Em uma partida contra os Catapultas de Caerphilly, Plumpton apanhou o pomo de ouro em apenas três segundos e meio, registrado com o recorde britânico de mais rápida captura de pomo. Além do recorde, o apanhador inglês ficou famoso por ter criado o chamado Passe de Plumpton, tática de apanhadores no quadribol que consiste em apanhar o pomo com a manga da roupa. Há uma polêmica acerca da criação dessa jogada. Muitos dizem que Roderick teria posto a manobra em prática pela primeira vez por acidente. O apanhador jurou até sua morte, em 1987, que foi proposital.

 

Comentários