Goosebumps 2: o encaixe bem-sucedido do novo e do clássico

Jumanji (1995). Brinquedo Assassino (Child’s Play, 1988). Jogos Mortais (Saw, 2004). Gritos Mortais (Dead Silence, 2007). Frankenstein, de Mary Shelley. E até The Rocky Horror Picture Show (1975). Para quem conhece cinema, esses são alguns nomes famosos de filmes de terror e aventura que fizeram bastante sucesso de público. Se você é um pouco mais jovem, talvez não conheça esses nomes e nem o universo do terror nas telonas. Porém, uma boa maneira de começar é assistindo Goosebumps 2: Halloween Assombrado (Goosebumps 2: Haunted Halloween).

(Imagem: Divulgação)

O enredo fala sobre os irmãos Sarah (Madison Iseman) e Sonny (Jeremy Ray Taylor) e seu amigo Sam (Caleel Harris). Ela, no último ano do colegial, tem que escrever uma redação para entrar na Universidade de Columbia em Nova York, cuidar do irmão enquanto a mãe trabalha e lidar com seu relacionamento como uma adolescente comum. Sonny é um pré-adolescente que adora ciência e sofre bullying dos alunos populares da escola junto com o seu amigo Sam. Até agora, tudo normal.

Mas tudo isso muda quando os dois abrem seu próprio negócio de se livrar de tralhas de outras pessoas e, assim, procurar relíquias escondidas. Ao irem atender o seu primeiro cliente, já se deparam com algo incomum: uma mansão aparentemente mal-assombrada. Lá dentro, eles encontram uma arca dentro de um esconderijo secreto na lareira com um livro antigo com tranca e a chave que o abre. Por conta disso, um boneco de ventriloquismo que ganhou vida aparece no baú. Entretanto, esse boneco, Slappy, se rebela e cria um plano para trazer o Halloween à vida.

Um grande mérito do filme é conseguir traduzir esses clássicos do cinema a uma linguagem atual e apropriada para um público mais jovem. A base da história é comum a vários outros longas infantojuvenis, mas o diretor Ari Sandel acerta ao adicionar todos esses elementos. Outra ideia interessante foi a de que, mesmo utilizando de alguns temas, não há uma transposição direta de um dos 87 livros, mas usa o recurso da intertextualidade, que consiste em falar da obra na própria obra. Em Goosebumps, isso é usado de algumas maneiras. A primeira, e mais óbvia, é o uso do livro como centro do enredo ao ser a fonte dos problemas. Além disso, os livros são citados no filme de forma bem direta até com a aparição de Jack Black interpretando R.L. Stine, autor da série.

(Imagem: Divulgação)

Outro aspecto interessante é o elenco. Nele, vários ilustres coadjuvantes aparecem. Ken Jeong, famoso por Se Beber, Não Case (The Hangover, 2009), é o Sr. Chu, vizinho de Sarah e Sonny e fã número 1 de Goosebumps; Wendi McLendon-Covey, que atuou em Modern Family, Magic Mike (2012), Missão Madrinha de Casamento (Bridesmaids, 2011), é Kathy, mãe dos dois protagonistas; Chris Parnell, presente em Brooklyn Nine-Nine, Friends, Saturday Night Live e tantas outras séries de TV, interpreta Walter, interesse romântico de Kathy e ainda alguns outros.

A parte técnica também é boa. Os efeitos convencem bastante, tanto na hora de trazer monstros à vida quanto em momentos mais reais, como ao representar raios elétricos. A trilha sonora também se encaixa bem às cenas.

Outra questão bastante interessante é a relação de Nikola Tesla, grande cientista dos campos das engenharias mecânica e eletrotécnica, com Sonny. O personagem principal da trama é um grande fã do inventor e o usa como inspiração para seus projetos escolares. Além disso, mais uma inovação é o fato de que a única protagonista feminina é a heroína da história. Sarah, de todos os personagens, é a que mais se compromete em ajudar a destruir o plano de Slappy e é quem efetivamente o derrota.

Goosebumps 2: Halloween Assombrado é um filme bastante interessante, tanto do ponto de vista de entretenimento para seu público-alvo infantojuvenil, quanto de elementos inovadores e referências a grandes filmes que talvez não sejam tão conhecidos pelas gerações mais recentes.

O filme estreia dia 11 de outubro. Assista ao trailer:

Por Maria Carolina Soares
mcarolinasoares@uol.com.br

Comentários