Aventura olímpica

Felipe Marques

Ah, Jamaica… Sol, praia, reggae, verão que dura o ano inteiro. Nada como ser feliz na beira do mar da terra de Bob Marley. Mas o que acontece quando um grupo de atletas frustrados resolve fundar a “Equipe jamaicana de TRENÓ” e competir nas Olimpíadas de INVERNO no Canadá?O resultado só pode ser um: “Jamaica Abaixo de Zero”, o CineTRASH “olímpico” desse mês.

Por mais incrível que possa parecer, “Jamaica Abaixo de Zero” é um filme baseado numa história real. Para aqueles que já se esqueceram, ou que nunca viram esse clássico do cinema esportivo, o filme conta como o treinador americano Irwin Flitzer transformou quatro jamaicanos, que sequer haviam visto um floco de neve, na primeira equipe de bobsled do país. Desgraçado após trapacear numa corrida de trenós, Flitzer vê no desejo dos jovens em representar a Jamaica na busca por medalhas, uma chance de retornar ao mundo frio das competições na neve. A partir daí, o que se desenvolve é um conto de humor e superação no melhor estilo Disney, com direito à clássica moral “o-que-importa-é-acreditar-em-si-mesmo”, marca registrada dos filmes da casa do Mickey.

Dirigido por Jon Turteltaub (da série “A Lenda do Tesouro Perdido”), “Jamaica Abaixo de Zero” é medalha de ouro como filme obrigatório da “Sessão da Tarde”. É impossível não se contagiar com o espírito olímpico dos Jamaicanos, nem deixar de se divertir nas cenas “peixinho fora d’água” protagonizadas pela equipe no Canadá. Em época de Olimpíada, esse é o longa-metragem ideal para se assistir entre uma competição e outra.

Comentários