Todos os abusos de Limites

Limites (Boundaries, 2018) é um filme que promete muito e cumpre pouco. Ele retrata a viagem de carro de Laura (Vera Farmiga), seu pai Jack (Christopher Plummer) e seu filho Henry (Lewis MacDougall) de Seattle a Los Angeles para a casa da irmã. Porém, a personalidade do personagem de Plummer causa vários contratempos e paradas inesperadas.

limites 01

Já no início do longa, Jack é expulso do asilo onde mora por criar uma estufa de mudas de maconha. Então, sua filha Laura, mãe solteira e assistente de uma empresária, tem que se desdobrar para encontrar outro lugar para ele. A partir daí, tudo o que ele faz é contar mentiras e enganá-la a fim de entregar seu estoque de drogas por grande parte dos Estados Unidos.

Com um olhar mais desatento, o espectador pode achar que Jack é apenas um malandro incorrigível e simpático e que Laura está exagerando em suas repreensões ao pai. Entretanto, analisando melhor, percebe-se uma relação de poder entre não só os dois, mas quase todos os homens do longa sobre ela. E isso não é bem resolvido pela diretora, Shana Feste. A impressão que fica é que, por ser mulher, a personagem de Vera Farmiga é sujeitada a diversos tipos de abusos e humilhações para agradar seu pai, seu filho, seu ex-marido. E, pior: ela é colocada como culpada em todas essas situações, se desculpa e aceita quase todos de volta sob o pretexto de mudança.

limites 02

Durante todo o filme, o enredo original do filme fica em segundo plano diante de tantas situações desconfortáveis pelas quais ela passa. Além de usá-la como motorista para entregar drogas sem que ela saiba, envolver seu filho em atos criminosos, mentir e humilhar, Jack havia a abandonado na infância, o que a forçou a criar sua irmã mais nova sozinha. Para ganhar dinheiro, ele a leva para a casa do ex-marido que abusou psicologicamente no passado e a abandonou com o filho. Por conta da viagem de carro que foi ideia do pai, ela perde o emprego.

Uma das partes louváveis do longa consiste no fato de Laura resgatar animais abandonados e abrigá-los em sua casa. Isso perpassa todo o filme, pois, a cada nova parada, um animal é adicionado à família. E também é por conta disso que o enredo se despedaça no final. Após todas as situações ruins, ela aceita seu pai de volta em sua casa em troca de mais um cachorro.

limites 03

Após perceber tudo isso, pode parecer que o personagem de Plummer é algum tipo de vilão. Entretanto, a maneira como Feste arquiteta os acontecimentos é apenas um reflexo completamente comum do tratamento recebido pela mulher na sociedade. Jack não é nada mais do que um homem como quase qualquer outro que, diariamente, diminui a mulher que está ao seu lado por, às vezes até inconscientemente, se achar mais importante.

Limites é um filme que poderia ter dado muito certo se a diretora tivesse apostado na emancipação da personagem principal. Mas não é isso que acontece. Ela acaba cada vez mais submissa mesmo após tudo o que passou.

Limites estreia em 13 de setembro. Confira o trailer:

por Maria Carolina Soares
mcarolinasoares@uol.com.br

Comentários