O Drama Empoderador de Vagina Dentada

Por Natalie Majolo
nmajolo95@gmail.com

A expressão vagina dentata, proveniente do latim, remete a uma história que reproduz o terror masculino da castração. A lenda é popular em diversas culturas. Nela, uma mulher pratica atividades sexuais com um parceiro desconhecido. Ao penetrar, a vagina “abocanha” o pênis do parceiro, que é amputado.

Vagina Dentada (Teeth, 2007) tem como protagonista Dawn (Jess Weixler), uma garota peculiar. No colégio sofre com o bullying dos colegas. Não que eles saibam de seu “problema”. Nem ela sabia: Dawn fazia parte de um grupo cristão que pregava a abstinência sexual. Ela nunca tinha se tocado. Por causa de seus discursos sobre pureza, recebia diversos insultos dos adolescentes fogosos de seu colégio.

Em uma de suas palestras para o grupo “The Promise”, Dawn conhece Tobey (Hale Appleman), por quem acaba se apaixonando. Suas fantasias amorosas resumem-se ao casamento deles. Mas… dada a improbabilidade de seu sonho se concretizar, ela decide se afastar. Ao se remoer pela paixão após o término, marca um encontro repentino com Tobey em uma cachoeira. O encontro termina em duplitragédia: Dawn é estuprada por Tobey. Por sua vez, Tobey acaba tendo seu pênis amputado por Dawn.

A partir da violência sofrida, Dawn descobre que uma anomalia a atinge, e sua vida inteira muda. O filme reflete um mix do ideal de mulher “certa” que a mídia e o cristianismoa ideologia cristã pregam. Exemplo disso é a de que a mulher deve se “preservar” até o casamento. Como se o seu próprio corpo e sua vagina, principalmente, fosse algo proibido dela mesma – menos de seu “príncipe encantado”, de seu futuro marido. Somente ele, e não a própria mulher, poderia controlar uma ~montruosidade vaginal~ dessas. Balela. No decorrer da trama, Dawn vai se descobrindo e se empoderando como uma mulher decidida, que tem controle e consciência sobre seu corpo.

 

Vagina Dentada é dirigido por Mitchell Lichtenstein, e é considerado um filme de terror… e de comédia. Apesar das bizarrices, é um ótimo filme para umas boas risadas – mesmo em cenas que deveriam ser de suspense ou drama. Mas fica a dúvida: de onde uma mutação vaginal dessas teria surgido? Bem, o reator nuclear ao fundo da casa de Dawn é bem sugestivo. Mas é só um palpite.

Confira o trailer:

Comentários