O Protetor 2: Uma linha tênue entre Vingança e Justiça

Após quatro anos da estreia do primeiro filme, O Protetor 2 (The Equalizer 2, 2017) continua com o mesmo enredo arrastado, a mesma proposta, porém com um humor negro e sarcástico que vale as duas horas de filme no cinema.

Robert McCall (Denzel Washington) é agora motorista de aplicativo. Assim como no outro filme, ele permanece com sua rotina de justiceiro, ajudando todo e qualquer passageiro com problemas. A trama se desenrola em três arcos, uma investigação principal e duas outras coadjuvantes. Todas têm um peso para a história, e vão se entrelaçando ao longo do filme.

O PROTETOR 2

      A principal envolve a morte de uma amiga muito próxima de McCall, Susan, interpretada por Melissa Leo. É nesse arco que aparece um dos vilões mais genéricos da história dos filmes, decepção comparado ao vilão anterior interpretado brilhantemente pelo ator Marton Csokas. Tudo que há de mais previsível se resume nos atos dele no filme: o vilão antes bonzinho, se esconde atrás dos “fortões” e pretende matar o protagonista por motivos desconhecidos. Apesar de bom ator, Pedro Pascal não brilhou nesse papel.

O protetor 2

Já Denzel Washington impressiona, seu personagem tem camadas, suas ações são exatamente aquilo que você espera pra se sentir vingado. Após as cenas de luta, o filme te leva a sentir um prazer estranho. O longa explora temas importantes como o machismo, racismo, nazismo, e em todos eles você se sente vingado. Outro detalhe da personalidade de Robert é o TOC, transtorno obsessivo compulsivo, que inteligentemente ajuda a compor as cenas de comédia e violência do filme.

Apesar dos pontos positivos, a trama cai um pouco no final. Se torna previsível ao ponto de, 30 minutos antes do fim, já deixar claro como o filme vai se resolver, com espaço até para um pequeno sentimentalismo nas últimas cenas.

O Protetor 2 (The Equalizer 2, 2017) é engraçado, violento, tem uma bela atuação de Denzel Washington, mas perde por ter um enredo arrastado, um vilão genérico e um final previsível.

O filme estreia dia 16 de agosto. Confira o trailer:

por Gabrielle Torquato
gabrielletorquato17@usp.br

Comentários