The Post: A Guerra Secreta é um filme à altura de Spielberg, Hanks e Streep

É o discurso de abertura da 75ª edição do Globo de Ouro e o anfitrião Seth Meyers diz: “Um filme sobre integridade jornalística, dirigido por Steven Spielberg e estrelado por Tom Hanks e Meryl Streep”. Nesse momento, uma assistente de palco aparece segurando quatro prêmios, arrancando gargalhadas da plateia. “Não, agora não, temos que esperar” finaliza o comediante, para o divertimento dos presentes. The Post: A Guerra Secreta (The Post, 2017) acabou não ganhando nenhuma categoria naquela noite, mas a piada de Meyers ainda é justa: o longa recheado de estrelas é um dos maiores destaques dos últimos anos.

O filme reconta um dos episódios mais importantes da história do jornalismo sob a perspectiva do The Washington Post. Nos anos 70, nos EUA, uma série de documentos ultrassecretos sobre a Guerra do Vietnã foram vazados e expostos no The New York Times. Esses papéis contavam como o governo mentia por anos sobre a situação da guerra numa tentativa de justificar o conflito para a população e o Congresso. A partir disso, a história se volta para o jornal local de Washington, que, sob a liderança do editor-executivo Ben Bradlee (Tom Hanks), tenta se aproveitar da crise para conquistar um lugar mais importante no meio midiático.

The Post - Imagem 2

Divulgação: Universal Pictures

The Post: A Guerra Secreta tem uma abordagem similar a Spotlight: Segredos Revelados (Spotlight, 2015), outro renomado longa jornalístico e vencedor do Oscar na categoria de melhor filme. Isso quer dizer que editores arrojados, discussões acaloradas entre superiores e subordinados, dilemas éticos e táticas ilegais de obtenção de informações são elementos que permeiam toda a obra e trazem emoção para um tema não tão excitante.

Além de mostrar o jornalismo de um modo cativante e dramático, o longa também toca em assuntos muito importantes para o meio: a censura e a liberdade de imprensa. Em posse de informações que comprometem a credibilidade do governo americano, os protagonistas estão o tempo todo lidando com ameaças e impedimentos que atrapalham seu trabalho. Dessa forma, fica a cargo do filme mostrar como o The Washington Post age para contornar a situação, transformando a saga do pequeno jornal local em uma história capaz de deixar tenso qualquer espectador.

The Post - Imagem 2

Divulgação: Universal Pictures

Mais esperada do que a grandiosidade do longa, apenas a atuação impecável de Meryl Streep. Em The Post: A Guerra Secreta, a atriz dá vida a Katherine Graham, antiga dona do jornal de Washington e à frente da empresa após a morte de seu marido alguns anos antes. Streep tem a complicada tarefa de nos convencer, em um primeiro momento, do sentimento de insegurança da personagem, para depois transformá-la gradualmente em uma pessoa confiante e poderosa. A atuação é tão impressionante que causa estranhamento ver uma mulher tão imponente quanto Streep gaguejar, se omitir e duvidar de si mesma.

The Post: A Guerra Secreta estreia dia 25 de janeiro. Assista ao trailer abaixo:

por Bruno Menezes
brunomenezesbaraviera@gmail.com

Comentários