Home Lançamentos Tudo Acaba em Festa: um filme sobre as famosas Festas das Firmas
Tudo Acaba em Festa: um filme sobre as famosas Festas das Firmas
CINÉFILOS
15 nov 2018 | Por Cinéfilos

Dirigido por André Pellenz, o longa Tudo Acaba em Festa (2018) traz um ar leve e descontraído dos “filmes pipoca”, como foi classificado por Marcos Veras na coletiva de imprensa. O filme foi gravado em 2016, sendo lançado apenas agora por ser uma proposta que utiliza o final do ano como cenário para a trama.

Tudo Acaba em Festa mostra a história de Vlad (Marcos Veras) um funcionário do setor de RH da empresa Embelex. Com o fim do ano se aproximando, ele fica responsável pela “Festa da Firma” e então começam os conflitos para a personagem principal. Além da festa de fim de ano, e problemas como convencer todos os funcionários a comparecer na festa, Vlad ainda tenta reconquistar sua namorada Aline (Rosane Mulholland) e entender as maluquices de sua estagiária Priscilla (Giovanna Lancellotti).

Tudo Acaba em Festa

(Imagem: Mariana Arrudas/Cinéfilos – Jornalismo Júnior)

Se você é uma pessoa que gosta de filmes com grandes conflitos, mistérios e carregado de dramas, esse não é para você. Tudo Acaba em Festa é uma história com humor, uma história para ser assistida sem preocupação nenhuma. Os conflitos são resolvidos rapidamente, e de forma meramente cômica. É uma ótima aposta para se distrair da rotina.

A essência do filme é alegria, como o elenco deixou bem claro. E é isso que o longa passa para seus telespectadores. Não é um filme com o enredo intrigante e dramático, mas sim algo divertido. Essa deve ser a definição de filme pipoca. Perfeito para assistir com uma boa companhia, para passar o tempo com algo divertido.

Além disso, um ponto marcante do filme é a presença de muitos estereótipos que são encontrados nos setores das empresas, mas com algumas surpresas. Por exemplo, o setor do telemarketing tem as personagens falando e agindo como robôs, e os motoqueiros, por sua vez, têm um linguajar repleto de gírias e uma fé imensa, sendo que em certo ponto é descoberto que esse grupo ama Funk Gospel.

Também há personagens LGBT no filme, uma vez que a cantora contratada para a festa tem uma paixão secreta por Priscilla, a estagiária destrambelhada. E o final do filme, realmente acaba em festa. Segundo André Pellenz, o intuito do filme era retratar a festa de fim de ano das empresas, algo muito comum na cultura do povo brasileiro.

Tudo Acaba em Festa estreia dia 15 de novembro nos cinemas. Confira o trailer:

por Mariana Arrudas
maarrudas@usp.br

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*