Tudo que Quero: Star Trek e jornada de superação fazem o filme funcionar

O que Star Trek, autismo e uma jornada de superação têm em comum? Tudo que Quero (Please Stand By, 2017) conta a história de Wendy (Dakota Fanning), uma menina autista que, guiada por sua paixão pela famosa franquia de filmes e seu cachorrinho Pete, decide encarar o inexplorado mundo à sua volta para submeter seu manuscrito a um concurso de roteiros sobre Star Trek.

Sentindo-se incomodada com todas as limitações impostas por sua cuidadora, Scottie (Toni Collette), e enfrentando problemas de relacionamento com a irmã Audrey (Alice Eve), Wendy foge dos cuidados dessas pessoas para alcançar seu objetivo e pega um ônibus para Los Angeles. Num caminho apinhado de contratempos, a personagem principal é enganada e quase pensa em desistir, mas sempre se recompõe e segue seu caminho, acompanhada pela própria história que criou que é análoga à sua própria em muitos momentos.

Tudo que Quero

Wendy em sua jornada, com seu fiel companheiro Pete [Reprodução]

O mais tocante em Tudo que Quero são os detalhes: a fotografia, a trilha sonora e a composição das cenas dialogam muito com a vulnerabilidade de Wendy, além de contribuir na construção de uma empatia muito forte para com a protagonista.

Outro destaque do longa é a coerência do espelhamento de Wendy com Spock, personagem de Star Trek. É comovente a associação das dificuldades de comunicação e de expressão de sentimentos do tripulante da USS Enterprise com o autismo de Wendy.

Tudo que Quero

O primeiro Spock, interpretado por Leonard Nimoy [Reprodução]

Contando com um elenco afinado, o filme destaca-se pelas atuações delicadas e muito convincentes, daquelas que cativam o público. Também merece crédito a direção fluída de Ben Lewin, cujo retrato da visão de mundo de Wendy se mostra essencial no desenvolvimento da narrativa, agindo a favor do roteiro intimista de Michael Golamco.

Estruturado como um longa divertido e tipicamente americano, Tudo que Quero é uma comédia dramática simpática e emocionante que, antes de ser distribuído pela Imagem Filmes aqui no Brasil, já tinha sido veiculado em vários festivais estrangeiros.

Tudo que Quero

Pôster do filme divulgado num festival na cidade de Tallahassee, Flórida [Tallahassee Film Society] e versão nacional do pôster do filme [Divulgação Imagem Filmes]

Pela história diferenciada e pelo ótimo tributo a um dos maiores fenômenos da cultura pop, vale a pena conferir a película nos cinemas, nem que seja para testar os seus conhecimentos em klingon.

Tudo que Quero jaj 26 april debut (estreia no dia 26 de abril)
Confira o trailer abaixo ‘ej chaq qaStaHvIS yIn chep SoH! (e tenha uma vida longa e próspera!)

por Laura Alegre
lauraalegre@usp.br

 

Comentários