Um Espião e Meio – comédia surpreendente.

por Juliana Lima
juslimas@gmail.com

As comédias possuem grande apreço do público e, por isso, diversos filmes do gênero se assemelham, na tentativa de agradar o espectador. É como se existisse uma fórmula para fazer comédia. Pensando nisso, quem vai ao cinema assistir Um Espião e Meio (Central Intelligence, 2016) pode não ter grandes expectativas, mas o filme, apesar de seguir os clichês, acaba surpreendendo.

O longa começa com um olhar para o passado. Em 1996, Calvin Joyner (Kevin Hart) é o aluno mais popular da escola, enquanto Bob Stone (Dwayne Johnson) é o garoto sem amigos que sofre bullying. Vinte anos depois, a vida de ambos está completamente diferentes: Calvin é um contador infeliz com seu emprego e Bob um agente da CIA.

Mesmo após anos sem se ver, Bob considera Calvin seu único amigo, já que ele foi o o único gentil com Bob durante o Ensino Médio. Agora, diante de um caso ultrassecreto, Bob precisará da ajuda de Calvin, o que causará muita confusão na vida monótona do contador, pois além do perigo iminente, o homem não sabe se pode confiar no seu velho-novo amigo, agora muito peculiar e apontado como traidor por outros agentes.

CENTRAL INTELLIGENCE

O filme mescla clássicos da comédia hollywoodiana – como piadas de comportamento de negros versus de brancos – na tentativa de seguir o estilo Chris Rock, com piadas sobre fatos da cultura atual.

Apesar do enredo previsível, o longa possui boas cenas de ação, no melhor estilo de Hollywood. A atuação é forçada, mas ao contrário do que esperado, isso não incomoda. Na verdade, o fato é determinante para o clima cômico do filme. Lembrando, é claro, que os atores Dwayne Johnson e Kevin Hart não são iniciantes e desempenham muito bem seus papéis.

Destaque ainda para a atriz Melissa McCarthy, que – como de costume –  rouba a cena mesmo aparecendo por apenas alguns minutos no filme.

um espião e meio 2

Um Espião e Meio acerta ao apostar naquilo que poderia ser seus defeitos, bem como ao contar com a participação de atores bons e conhecidos. O longa tem potencial de filme que sai dos cinemas para a televisão, mas o público nunca realmente cansa dele e o assiste sempre que pode.

Sua estreia nos cinemas é dia 11 de agosto. Confira o trailer:

Comentários